sábado, 19 de junho de 2010

JURUTI VAI REALIZAR CONCURSO, MAS IMPEDE INSCRIÇÕES PELA INTERNET

A Prefeitura de Juruti, no Oeste do Pará, vai realizar concurso público para preencher 800 vagas para 64 cargos públicos, mandou publicar edital do certame na Internet (http://www.fadesp.org.br ), mas, estranhamente, proibiu inscrições de candidatos através da rede de computadores. Estas somente poderão ser presenciais. Por que?

Hoje, com a popularização da Internet, praticamente todos os concursos públicos são divulgados na Internet, permitem inscrições através de site da entidade organizadora dos eventos, permitem a impressão de boleto de pagamento e de cartões de confirmação de inscrição, divulgam gabaritos e resultados das provas, ... Por que a Prefeitura de Juruti não faz o mesmo? Não é estranho? Seria para impedir ou criar dificuldades para prováveis candidatos de outros municípios ou regiões? Não seria isso antidemocrático e ilegal? O que pode dizer o Ministério Público?

Os salários oferecidos variam de R$ 510 a R$ 6.780. As inscrições vão de 05 a 09 de julho, das 8h às 17h. Os valores são: R$ 30 (nível alfabetizado), R$ 40 (nível fundamental), R$ 50 (nível médio) e R$ 70 (nível superior).

As provas objetivas serão aplicadas no dia 22 de agosto de 2010, no turno da manhã, das 8 às 12h, para todos os cargos de nível alfabetizado e médio. E, no turno da tarde, das 14h30 às 18h30, para os cargos de nível fundamental e superior.


A Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) será a organizadora do concurso. Mais informações, http://www.fadesp.org.br/

Um comentário:

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Meu caro Piteira.

A proibição de inscrição pela Internet não tem mesmo muita lógica, do nosso ponto de vista. Mas deve ter, do ponto de vista do administrador, que deve sempre motivar seus atos administrativos.
Por isso suponho que esses motivos devem ter sido considerados quando praticado o ato administrativo.